quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

NOVO TEMPO



O futuro chegou.
Novo tempo, nova vida,
Esperança renovada.
Sim, eu sei,Sou viciado
Em esperança,
Essa fé no amanhã
Que me empurra adiante.
Mas se não houver esperança,
O que será do futuro?
Precisamos, urgente,
Nós todos, seres humanos,
Juntar toda esperança
Que podemos cultivar
E fazê-la realidade:
Um mundo mais humano,
Com dignidade e justiça.
Depende de nós.
O ano novo não será feliz
Como que por encanto.
Há que se lutar por isso.
Não somos capazes disso?

(Luiz Carlos Amorim)

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

VIVA O ANO NOVO






Neste ano agradeço A DEUS por todas as vitórias e peço, que em 2010 sejamos todos MUITO FELIZES!!!
Que todos tenham um abençoado e iluminado ano de 2010!!!
Agradeço a todos que acompanharam meu blog durante 2009.
Obrigada pela gentileza daqueles que deixaram recadinhos e palavras de estimulo
Obrigada aqueles que passam só de relance, mas aproveitam alguma coisa que eu postei.
Conviver esses dias com vocês foi maravilhoso!
Vamos manter contato em 2010!!!

Ângela Guedes

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

O MUNDO É FEITO DE DIVERSOS TIPOS DE MULHERES...



MULHERES MARAVILHOSAS

A Mãe e o pai estavam assistindo televisão, quando a Mãe disse: - "Estou cansada e já é tarde, vou me deitar".
Foi à cozinha fazer uns sanduíches para o lanche o dia seguinte na escola, passou uma água nas taças das pipocas, tirou carne do freezer para o jantar do dia seguinte, confirmou se as caixas dos cereais não estavam vazias,

encheu o açucareiro, pôs as e talheres na mesa e preparou a cafeteira do café
para estar pronta para ligar no dia seguinte.
Pôs ainda umas roupas na máquina de lavar,

Passou uma camisa a ferro
e pregou um botão que estava caindo.
Guardou umas peças do jogo
que ficaram em cima da mesa, e pôs a agenda do telefone no lugar.

Regou as plantas, despejou o lixo e pendurou uma toalha para secar.
Bocejou, espreguiçou-se, e foi para o quarto.

Parou ainda no escritório e escreveu uma nota para o professor do filho, pôs num envelope junto com o dinheiro para pagamento de uma visita de estudo, e apanhou um caderno que estava caído debaixo da cadeira.

Assinou um cartão de aniversário
para uma amiga,

selou o envelope, e fez uma pequena lista para o supermercado.
Colocou ambos perto da carteira.
Nessa altura o Pai disse lá da sala:
"Pensei que você tinha ido se deitar".

- "Estou a caminho", respondeu ela.
Pôs água na tigela do cão e chamou o gato para dentro de casa.
Certificou-se de que as portas estavam fechadas.

Espreitou para o quarto de cada um dos filhos, apagou a luz do corredor,
pendurou uma camisa,
atirou umas meias para o cesto da roupa suja, e conversou um bocadinho com o mais velho que ainda estava estudando.

Já no quarto, acertou o despertador,
preparou a roupa para o dia
seguinte e arrumou os sapatos.
Depois lavou o rosto, passou creme,
escovou os dentes e acertou
uma unha quebrada.

A essa altura, o pai desligou a televisão e disse: - "Vou me deitar"
E foi... sem mais nada.

Notaram aqui alguma coisa de extraordinário?
Ainda perguntam por que é que as mulheres vivem mais... e são tão MARAVILHOSAS?
Porque são mais fortes ... Feitas para resistir....

Autor: Carlos Drummond de Andrade


Mulheres que curam com a força do seu amor...
Mulheres que aliviam dores com a sua
compaixão...
Mulheres que cantam o que a gente sente...
Mulheres que escrevem o que a gente sente...
Mulheres glamourosas...
Mulheres maravilhosas...
Mulheres que fazem a gente rir...
Mulheres batalhadoras...
Mulheres Talentosas...

O Mundo também é feito por outro tipo de
Mulheres, nem tão conhecidas ou famosas...

Mulheres que deixam para trás o que têm,
Em busca de uma vida nova...
Mulheres que, todos os dias, se encontram diante
De um novo começo...
Mulheres que sofrem diante das injustiças...
Mulheres que sofrem diante de perdas
Inexplicáveis...
Mães...
Mulheres que devem se submeter a regras...
Mulheres que se perguntam qual
Será o seu destino...
Mulheres em cuja face estão escritos
Todos os dias de sua vida.

O Mundo é feito de

EULENE , MARA, MARGARIDA, ANTONIA
TEREZA, REGINA , KARLA, VERÔNICA,
GRASIELA, JEANY, GENI .....
TODAS mulheres especiais...

Todas mulheres tão bonitas quanto
Qualquer Estrela,
Porque lutam todos os dias para fazer do
Mundo um lugar legal pra se viver.

Parabéns... Mulheres...Mães...

Autora: Bete Angelim

domingo, 6 de dezembro de 2009

SEGUE O TEU DESTINO

Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.
A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nós queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós-próprios.
Suave é viver só.
Grande e nobre é sempre
Viver simplesmente.
Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses.
Vê de longe a vida.
Nunca a interrogues.
Ela nada pode
Dizer-te. A resposta
Está além dos deuses.
Mas serenamente
Imita o Olimpo
No teu coração.
Os deuses são deuses
Porque não se pensam. 

Nuno Júdice

LIBERTAD

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

MENSAGEM DO MEU ANJO




Deixa!
Deixa a incerteza uma quadra antes de casa,
o desânimo embaixo da cama, longe de você,
o amargo da decepção no passado,
a preguiça na academia,
o desemprego na página do currículo,
a notícia ruim na tevê desligada.

Vai, deixa!
Deixa o amor te seduzir,
a esperança ressurgir,
a amizade te consolar,
deixa o riso chegar.

Deixa a saudade em algum canto,
engane a tristeza neste dia, cante,
e pelo menos por hoje, não se espante,
deixa Cristo te abençoar,
e nesse abraço se entregar.

Deixa vai...
Deixa esse mau-humor,
largue essa teimosia,
troque tudo pela certeza,
de que tudo é possível,
é só não deixar de acreditar.
Acredite em você!

Paulo Roberto Gaefke

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

SAUDADES!!!

-->
Às vezes me acho entristecida e confusa.
Outras me sinto tão certa de tudo.
Como tudo é indefinito e fácil de ser modificado.
A situação externa muda sempre.
Ainda não sei direito para que vivo,
talvez até saiba, talvez só não queira admitir.
A saudade persiste em se apossar de mim.
Sinto saudades não sei de que, não sei por quê.
Clarisse Lispector tem um poema que define muito bem este sentimento.
Ângela Guedes

Saudades

Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz, quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...

Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,
de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...

Sinto saudades da minha infância,
do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro,
do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...

Sinto saudades do presente,
que não aproveitei de todo,
lembrando do passado
e apostando no futuro...

Sinto saudades do futuro,
que se idealizado,
provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser...

Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei!
De quem disse que viria
e nem apareceu;
de quem apareceu correndo,
sem me conhecer direito,
de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.

Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!

Daqueles que não tiveram
como me dizer adeus;
de gente que passou na calçada contrária da minha vida
e que só enxerguei de vislumbre!

Sinto saudades de coisas que tive
e de outras que não tive
mas quis muito ter!

Sinto saudades de coisas
que nem sei se existiram.

Sinto saudades de coisas sérias,
de coisas hilariantes,
de casos, de experiências...

Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia
e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer!

Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar!

Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar,

Sinto saudades das coisas que vivi
e das que deixei passar,
sem curtir na totalidade.

Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que...
não sei onde...
para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...

Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades
Em japonês, em russo,
em italiano, em inglês...
mas que minha saudade,
por eu ter nascido no Brasil,
só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.

Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria,
espontaneamente quando
estamos desesperados...
para contar dinheiro... fazer amor...
declarar sentimentos fortes...
seja lá em que lugar do mundo estejamos.

Eu acredito que um simples
"I miss you"
ou seja lá
como possamos traduzir saudade em outra língua,
nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.

Talvez não exprima corretamente
a imensa falta
que sentimos de coisas
ou pessoas queridas.

E é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra
para usar todas as vezes
em que sinto este aperto no peito,
meio nostálgico, meio gostoso,
mas que funciona melhor
do que um sinal vital
quando se quer falar de vida
e de sentimentos.

Ela é a prova inequívoca
de que somos sensíveis!
De que amamos muito
o que tivemos
e lamentamos as coisas boas
que perdemos ao longo da nossa existência...
Clarice Lispector