quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

SEGUIR EM FRENTE!!!


-->
Tudo mudou!
Tudo esta diferente.
O confronto com a realidade mostra-se equilibrada.
Como aprendiz da vida, não estou isenta do deslize, do engano, das fragilidades que individualiza cada pessoa.
Busquei meus sonhos percorrendo por caminhos que no final não davam em lugar nenhum
Hoje vejo a possibilidade de realizar meus sonhos. E cada lágrima que derramei serviu
como uma lição, pela qual me adaptei e sobrevivi.
O tempo, aquele senhor que faz milagres
Me dá forças pra lutar
E seguir em frente...
Ângela Guedes

Quase  
Um pouco mais de sol - eu era brasa,
Um pouco mais de azul - eu era além.
Para atingir, faltou-me um golpe de asa...
Se ao menos eu permanecesse aquém...

Assombro ou paz? Em vão... Tudo esvaído
Num grande mar enganador de espuma;
E o grande sonho despertado em bruma,
O grande sonho - ó dor! - quase vivido...

Quase o amor, quase o triunfo e a chama,
Quase o princípio e o fim - quase a expansão...
Mas na minhalma tudo se derrama...
Entanto nada foi só ilusão!

De tudo houve um começo ... e tudo errou...
- Ai a dor de ser - quase, dor sem fim...
Eu falhei-me entre os mais, falhei em mim,
Asa que se elançou mas não voou...

Momentos de alma que desbaratei...
Templos aonde nunca pus um altar...
Rios que perdi sem os levar ao mar...
Ânsias que foram mas que não fixei...

Se me vagueio, encontro só indícios...
Ogivas para o sol - vejo-as cerradas;
E mãos de herói, sem fé, acobardadas,
Puseram grades sobre os precipícios...

Num ímpeto difuso de quebranto,
Tudo encetei e nada possuí...
Hoje, de mim, só resta o desencanto
Das coisas que beijei mas não vivi...

Um pouco mais de sol - e fora brasa,
Um pouco mais de azul - e fora além.
Para atingir faltou-me um golpe de asa...
Se ao menos eu permanecesse aquém...

Listas de som avançam para mim a fustigar-me
Em luz.
Todo a vibrar, quero fugir... Onde acoitar-me?...
Os braços duma cruz
Anseiam-se-me, e eu fujo também ao luar...
Mário de Sá-Carneiro

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

FACES DA MESMA MOEDA

-->
Sou sol escaldante,
sou brisa do norte...

às vezes sou sorte,
em outras me perco...

às vezes me deito
e rolo na areia...

em outras me guardo
em trajes de gala.

por vezes sou réstia,
discreta e difusa...

em outras sou nédia,
repleta de brilhos...

por vezes me solto
no beijo indecente...

às vezes sorrio
com jeito inocente...

por vezes desfilo
discursos irados...

em outras recito
poemas dourados...

sou pétala branca
da flor perfumosa...

sou erva amarga
de prosa bem franca.

às vezes me encolho,
me aninho em teus braços...

em outras desfaço
e distância proponho.

por vezes meus olhos
são fontes de luz...

em outras tormentas,
que o incauto seduz...

sou braços abertos,
sou toda carinhos...

às vezes me fecho
me isolo no ninho!

Nas idas e vindas
me perco de mim...

se fui já não lembro
se volto... Não sei!

Zélia Nicolodi



ORANDO PELO HAITI

-->
Devemos olhar com amor e sensibilidade para esta gente sofrida. Seu País foi devastado por um terrível terremoto e está em escombros, milhares de pessoas estão em teto e sem comida.
Esse país tão pequeno sofreu muito recentemente, muito mais do que uma nação possa suportar.
"O povo haitiano precisa de nossa ajuda imediatamente".



-->
-->
Vamos nos juntar, neste momento de dor e sofrimento, do povo Haitiano, clamar para que Deus derrame muita graça, consolo e esperança aquela nação, que há centenas de anos sofre com as mais terríveis condições humanas.
_Deus, se faça presente neste momento, e acolha em seus braços os que se foram e proteja os que ficaram ajudando-os a refazer suas vidas!


-->
Que Deus os abençoe!




"...cabe a nós ajudar da forma que for possível, e com nosso amor aos queridos irmãos que lá residem. Vamos orar pelos nossos queridos irmãos do Haiti, enviando nossas energias para que todos que estão embaixo dos escombros recebam a benção de estarem vivos e para que os mortos se juntem a Deus e sejam por ele abençoados. Vamos doar o nosso amor para os irmãos do Haiti, como doaríamos a qualquer um de nossa família."por CIGANOS DO BEM - ciganosdobem@hotmail.com   


A LENDA DO GIRASSOL

-->
Contam os livros antigos uma lenda que fala do amor de uma estrela pelo sol.
 A lenda do girassol.
Dizem que existia no céu uma estrelinha tão apaixonada pelo sol que era a primeira a aparecer de tardinha, no céu, antes que o sol se escondesse. E toda vez que o sol se punha ela chorava lágrimas de chuva.
         A lua falava com a estrelinha que assim não podia ser que estrela nasceu para brilhar de noite, para acompanhar a lua pelo céu, e que não tinha sentido este amor tão desmedido! Mas a estrelinha amava cada raio do sol como se fosse a única luz da sua vida, esquecia até a sua própria luz.
         Um dia ela foi falar com o rei dos ventos para pedir a sua ajuda, pois queria ficar olhando o sol, sentindo o seu calor, eternamente, por todos os séculos.
         O rei do vento, cheio de brisas, disse à estrelinha que o seu sonho era impossível, a não ser que ela abandonasse o céu e fosse morar na Terra, deixando de ser estrela
         A estrelinha não pensou duas vezes: virou estrela cadente e caiu na terra, em forma de uma semente.
         O rei dos ventos plantou esta sementinha com todo o carinho, numa terra bem macia. E regou com as mais lindas chuvas da sua vida.
         A sementinha virou planta. Cresceu sempre procurando ficar perto do sol. As suas pétalas foram se abrindo, girando devagar, seguindo o giro do sol no céu. E, assim, ficaram pintadas de dourado, da cor do sol.
         É por isso que os girassóis até hoje explodem o seu amor em lindas pétalas amarelas, inventando verdadeiras estrelas de flores aqui na Terra.

“Para que percorres inutilmente o céu inteiro à procura da tua estrela? Põe-na lá.”
Vergílio Ferreira

-->
Sempre gostei de flores e o Girassol e a minha preferida ela tem uma imponência e um porte majestoso que me encanta.



terça-feira, 12 de janeiro de 2010

CONVIVER

-->
APRENDEMOS A VOAR COMO PASSAROS E A NADAR COMO PEIXES, MAS NÃO APRENDEMOS A CONVIVER COMO IRMÃOS. 
Martin Luther King.

domingo, 10 de janeiro de 2010

A DESCOBERTA DO MUNDO

Se o meu mundo não fosse humano,
também haveria lugar para mim:
eu seria uma mancha difusa de instintos,
doçuras e ferocidades, uma trêmula irradiação de paz e luta:
se o mundo não fosse humano eu me arranjaria sendo um bicho.
Por um instante então desprezo o lado humano da vida
e experimento a silenciosa alma da vida animal.
É bom, é verdadeiro, ela é a semente do que depois se torna humano.
Clarisse Lispector






Clarice Lispector me encanta pela profundidade de seus poemas,
até porque me vejo sempre espelhada na magia das palavras desta mulher

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

BÓRIS... VOCE É UMA VERGONHA!!!

-->
-->
Em 31 de dezembro de 2009, após uma reportagem do Jornal da Band, da Rede Bandeirantes, sem saber que o áudio ainda estava sendo transmitido, Casoy comentou em tom jocoso as imagens exibidas anteriormente, que mostravam uma dupla de garis desejando felicidades aos telespectadores da emissora.
"Que merda! Dois lixeiros desejando felicidades... do alto da suas vassouras. O mais baixo na escala do trabalho..."
A máscara do Boris Casoy caiu, fiquei indignada, com seu comentário preconceituoso.
Sim a mascara caiu, e sua imagem para mim ficou sem credibilidade, a voz deste jornalista agora me causa "repulsa".
O Bóris humilhou pessoas que vivem de forma honrada e digna, fez um comentário maldoso, ironia espantosa para quem prega tanto senso de justiça e honestidade.
NÃO POSSO SUPORTAR ISTO!!!
ELE OFENDEU A DIGNIDADE DOS BRASILEIROS QUE SE PAUTAM PELO BOM SENSO E PELO AMOR AO PRÓXIMO.
BORIS...





 VOCE É UMA VERGONHA!!!!