domingo, 26 de maio de 2013

MENINAS, A PSICÓLOGA, ESPECIALISTA EM SEXOLOGIA E TERAPIA DE CASAIS, CARLA MOURA, TEM UM CONSELHO VALIOSO PARA DAR AQUI:



                                                                * Imagem Retirada da Net

 LEIAM COM ATENÇÃO...

Se você acabou de conhecer um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos seus filhos, pare agora e me escute! Na próxima vez que encontrá-lo, tente (disfarçadamente) descobrir como é sua barriga. Se for musculosa, torneada, estilo 'tanquinho', fuja! Comece a correr agora e só pare quando estiver a uma distância segura. É fria, vai por mim.

Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, ostentar uma barriguinha de Chopp. Se não, não presta.

Estou me referindo àqueles que, por não colocarem a beleza física acima de tudo (como fazem os malditos metrossexuais), acabaram cultivando uma pancinha adorável. Esses, sim, são pra manter por perto.

E eu digo por quê.

Você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, é pra fazer graça pra turma - e provavelmente será engraçado, mesmo.

Já os 'tanquinhos' farão isso esperando que todas as mulheres do recinto caiam de amores - e eu tenho dó das que caem.

Quando sentam em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudos pedem pra beber? Cerveja! Ou Coca-Cola, tudo bem também.

Mas você nunca os verá pedindo suco ou coca-light. Ou, pior ainda, um copo com gelo, pra beber a mistura patética de vodca com 'light' que trouxe de casa.

E você não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de cerveja, porque eles não sabem e nem se importam com essa informação.

E no quesito comida, os homens com barriguinha também não deixam a desejar. Você nunca irá ouvir um 'ah, amor, 'Quarteirão' é gostoso, mas você podia provar uma 'Mc Salad' com água de coco'. Nunca! Esses homens entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar.

Mais uma vez, repito: não é pra chegar ao exagero total e mamar leite condensado na lata todo dia! Mas uma gordurinha aqui e ali não matará um relacionamento. Se ele souber cozinhar, então, bingo! Encontrou a sorte grande, amiga.

Ele vai fazer pra você todas as delícias que sabe, e nunca torcerá o nariz quando você repetir o prato. Pelo contrário, ficará feliz.

Outra coisa fundamental: homens barrigudinhos são confortáveis!

Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso besta.

Terrível! Gostoso mesmo é se encaixar no ombro de um fofinho, isso que é conforto.

E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional.


Homens com barriga não são metidos, nem prepotentes, nem donos do mundo. Eles sabem conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. E eles aprenderam a conversar, a ser bem humorados, a usar o olhar e o sorriso pra conquistar. É por isso que eu digo que homens com barriguinha sabem fazer uma mulher feliz.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

COMO LIMPAR BOX DE VIDRO




É comum o box do banheiro apresentar marcas que resultam do acúmulo de produtos como xampu, condicionador e até mesmo, da própria gordura e sujeira da pele e dos cabelos. O ideal, é depois de lavar e secar o box, passe lustra-móveis. O produto evita que a sujeira e o sabão grudem no vidro.


Fonte http://mulher.uol.com.br

ORAÇÃO PARA ANTES E DEPOIS DOS 50.






"Ó Senhor, tu sabes melhor do que eu que estou envelhecendo a cada dia. Sendo assim, Senhor, livra-me da tolice de achar que devo dizer algo, em toda e qualquer ocasião.

Livra-me, também, Senhor, deste desejo enorme que tenho de querer pôr em ordem a vida dos outros.

Ensina-me a pensar nos outros e ajudá-los, sem jamais me impor sobre eles, mesmo considerando, com modéstia, a sabedoria que acumulei e que penso ser uma lástima não passar adiante.

Tu sabes, Senhor, que desejo preservar alguns amigos e uma boa relação com os filhos, e que só se preserva os amigos e os filhos... ...quando não há intromissão na vida deles...

Livra-me, também, Senhor, da tolice de querer contar tudo com detalhes e minúcias e dá-me asas no assunto para voar diretamente ao ponto que interessa.

Não me permita falar mal de alguém. Ensina-me a fazer silêncio sobre minhas dores e doenças... Elas estão aumentando e, com isso, a vontade de descrevê-las vai crescendo a cada dia que passa.

Não ouso pedir o dom de ouvir com alegria a descrição das doenças alheias; seria pedir demais. Mas, ensina-me, Senhor, a suportar ouvi-las com alguma paciência.

Ensina-me a maravilhosa sabedoria de saber que posso estar errado em algumas ocasiões. Já descobri que pessoas que acertam sempre são maçantes e desagradáveis.

Mas, sobretudo, Senhor, nesta prece de envelhecimento, peço: mantenha-me o mais amável possível.

Livrai-me de ser santo. É difícil conviver com santos!

Mas um velho ou uma velha rabugentos, Senhor, é obra prima do capeta!!!!! Me poupe!!! Amém!"

segunda-feira, 6 de maio de 2013

ISSO É VIVER




Acabo de descobrir como explicar o que é se abrir pra vida: é não se acostumar com tudo o que nos é imposto pelas situações, pelo relógio, pelas pessoas, pela própria vida. Descobri porque sofro e, às vezes, me dizem que sofro sem necessidade. Mas, vivo, essa é a verdade!
Vivo intensamente, tentando não me acostumar.


Não me acostumo a morar nesse apartamento sem varanda nem área de serviço, por isso não deixo de lutar para conquistar algo melhor. Isso é viver.


Não me acostumo a viver uma vida corrida, sem tempo para mim mesma e as pessoas que gosto, por isso continuo lutando para que um dia não precise trabalhar tanto. Isso é viver.


Não me acostumo a pagar por tudo, porque acredito que existem coisas que não tem preço, que estamos no mundo e na vida para nos ajudar. Isso é viver.


Não me acostumo a pagar mais do que as coisas valem, por isso não ligo pra marcas e etiquetas que se assemelham a qualquer outro produto. Isso é viver.


Não me acostumo a esperar tanto por alguém que não virá e não sente o mínimo remorso em dizer-me que não vem. Então falo de minha insatisfação, porque me dói. Isso é viver.


Não me acostumo a sorrir para as pessoas e não receber um sorriso em troca, a cumprimentá-las em troca de um silêncio profundo. Por isso não repito o mesmo ato. Isso é viver.


Não me acostumo a afastar dores, mágoas e ressentimentos antes de compreendê-los e saná-los. Se isso dói... Isso também é viver! A vida não é só prazer, é dor também. A dor da vida começa no parto: momento dolorido tanto para o ser que nasce, quanto para a mulher que dá a luz.


Não me acostumo a molhar só os pés no mar, se o meu desejo é banhar o corpo inteiro. Por isso, procuro o pedaço de mar onde posso fazê-lo, mesmo que este seja longe. Isso é viver.


Não me acostumo a entregar meu corpo ao cansaço, a dormir cedo quando tenho coisas mais interessantes para fazer. E, quando não tenho, sei que posso criá-las. Por isso, tenho dormido muito pouco. Isso é viver.


Não me acostumo a poupar a vida. Vivo intensamente cada momento, cada instante, cada sonho. Crio situações e momentos para viver. Pra que serve a vida, se não for para ser vivida? Pra que serve o pensar, se tivermos que nos acostumar com tudo? Sou um ser, sou viva, tenho desejos, anseios, expectativas, sonhos ideias e ideais. Não posso, simplesmente, acostumar-me a tudo, receber as situações em pacotes fechados. Eu sou senhora do meu destino e só não mudo o que não puder ser mudado.


ESTOU ABERTA PRA VIDA, PRA TUDO O QUE SIGNIFICA VIDA ABUNDANTE, FELICIDADE, ALEGRIA, REALIZAÇÃO.


I-S-S-O É V-I-V-E-R!!!


Janete Fernandes Policarpo
(Escrito em 2005)

A ALMA HUMANA

Artista Noah Buchanan


"Nunca a alma humana surge tão forte e nobre como quando renuncia à vingança e ousa perdoar uma ofensa."

domingo, 5 de maio de 2013

O Pequeno Príncipe - Antoine de Saint-Exupéry




(...)
"E foi então que apareceu a raposa:
- Bom dia - disse a raposa.
- Bom dia - respondeu polidamente o principezinho que se voltou mas não viu nada.
- Eu estou aqui - disse a voz, debaixo da macieira...
- Quem és tu? - perguntou o principezinho.
- Tu és bem bonita.
- Sou uma raposa - disse a raposa.
- Vem brincar comigo - propôs o princípe
  - estou tão triste...
- Eu não posso brincar contigo - disse a raposa. - Não me cativaram ainda.
- Ah! Desculpa - disse o principezinho.
Após uma reflexão, acrescentou:
- O que quer dizer "cativar"?
- Tu não és daqui - disse a raposa. - Que procuras?
- Procuro amigos - disse. - Que quer dizer cativar?
- É uma coisa muito esquecida - disse a raposa. - Significa "criar laços"...
- Criar laços?
- Exatamente. Tu não és para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessiddade um do outro. Serás pra mim o único no mundo. E eu serei para ti a única no mundo...
Mas a raposa voltou a sua idéia:
- Minha vida é monótona. E por isso eu me aborreço um pouco. Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol. Conhecerei o barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros me fazem entrar debaixo da terra. O teu me chamará para fora como música. E depois, olha! Vês, lá longe, o campo de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelo cor de ouro. E então serás maravilhoso quando me tiverdes cativado. O trigo que é dourado fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento do trigo...
A raposa então calou-se e considerou muito tempo o príncipe:
- Por favor, cativa-me! - disse ela.
- Bem quisera - disse o principe - mas eu não tenho tempo. Tenho amigos a descobrir e mundos a conhecer.
- A gente só conhece bem as coisas que cativou - disse a raposa. - Os homens não tem tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres uma amiga, cativa-me!
- Os homens esqueceram a verdade - disse a raposa. - Mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas."