domingo, 6 de dezembro de 2009

SEGUE O TEU DESTINO

Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias.
A realidade
Sempre é mais ou menos
Do que nós queremos.
Só nós somos sempre
Iguais a nós-próprios.
Suave é viver só.
Grande e nobre é sempre
Viver simplesmente.
Deixa a dor nas aras
Como ex-voto aos deuses.
Vê de longe a vida.
Nunca a interrogues.
Ela nada pode
Dizer-te. A resposta
Está além dos deuses.
Mas serenamente
Imita o Olimpo
No teu coração.
Os deuses são deuses
Porque não se pensam. 

Nuno Júdice

6 comentários:

Alvaro Oliveira disse...

Olá amiga Angela

Lundo este poema! Adorei.

Lhe desejo uma bela semana.

Beijinhos

Alvaro

manuel marques disse...

Cada vida faz o seu destino ...

Abraço.

Veroca disse...

Oi Angela, andei sumida, voltando e visitando os amigos, lendo seu blog ao som de Libertad, lindo! Aqui tem muita paz. Espero esteja bem e feliz. Um beijo carinhoso, boa semaninha por aí

xistosa - (josé torres) disse...

"Segue o teu destino" é de Ricardo Reis, um dos heterónimos de Fernando Pessoa.

Gostei deste cantinho.
Vou tentar regressar para apreciar a paciência sem fim.

"Roube-lhe" umas fotos, mas deixo o link.

Na minha casa tenho estado ausente.
estive em Inglaterra e cheguei a casa ás 19 horas.
Nem comi para matar o vício da Internet.

Um até já!

Anônimo disse...

No fim tu hás de ver que as coisas mais leves são as únicas
que o vento não conseguiu levar:
um estribilho antigo
um carinho no momento preciso
o folhear de um livro de poemas
o cheiro que tinha um dia o próprio vento...
Mário Quintana
Ótima semana querida.
Bjs.

angela disse...

Muito bom este poema.
beijos e uma ótima semana