sábado, 5 de junho de 2010

A VIDA SEM LÁGRIMAS






Pinturas de João Barcelos


Eu queria ser uma sinfonia  
Que compõe o amor
Desnuda de hipocrisia
Como o perfume de uma flor
Vou compor meus sentimentos
Na sinfonia do amor
Deixar aqui meus pensamentos
Que chora e sente dor
Desabafando assim minha amargura
Quero o amor resgatar
Vou colorir minha procura
Em aquarelas sem desanimar
Meus prantos já foram tantos
Mas chega de me lamentar
Vou esvaziar meus tormentos
A vida sem lágrimas planejar
Ângela Guedes
Postar um comentário