terça-feira, 9 de agosto de 2011

ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS



“Estou tão confusa e cansada de ficar aqui sozinha”

Diz Alice desabando em lagrimas. (...)
Só então, depois de muito chorar, ela percebe que as pequenas luvas do coelho serviam em suas mãos.

"Não pode ser eu devo estar encolhendo novamente".(...)

Alice pensa que finalmente poderá passar pela pequena porta, mas percebe que a porta esta trancada e chave dourada que abre a porta ficou em cima da mesa de vidro, e ela agora eh pequena demais para alcançar a chave (...)

"Eu nunca fui tão pequenina assim, NUNCA, e posso declarar que é muito ruim, MUITO RUIM"

Alice escorrega no que parecia uma poça d'agua e de repente "splash" cai de cara na água salgada, que ela pensa ser o mar (...) Alice se bate tentando não se afogar e só então ela percebe que não esta no mar, e sim num lago formado por suas próprias lagrimas, que chorou enquanto estava grande.

"Ah! Eu como eu gostaria de não ter chorado tanto assim..." "Talvez esse agora seja meu castigo, morrer afogada em minhas próprias lagrimas" "Seria justo? Que estranho tudo isso, que estranho" "Mas enfim, tudo hoje tem sido realmente muito estranho..."
---
Quantas vezes desejei, como Alice, ter chorado menos, ao me ver me afogando em minhas próprias lagrimas, mas... O que mais se pode fazer quando se esta cansada, com medo e confusa?

Trecho de Alice no Pais das Maravilhas, tradução livre by myself.


Peguei esse texto do blog (http://aleb.eu/). Fica aqui meus parabéns porque o texto é maravilhoso e adorei seu comentário.


Postar um comentário