domingo, 8 de março de 2009

INCLUSÃO SOCIAL



A BLOGAGEM COLETIVA INCLUSÃO SOCIAL ESTÁ MOBILIZANDO TODOS OS BLOGUEIROS PARA PARTICIPAREM DESSA LUTA
Procuramos por meio deste movimento, fortalecer a capacidade de todos na sociedade a melhorar sua condição de vida e do próximo.
Se juntos formos mais tolerantes, mais racionais, mais pacientes para com todos os que nos rodeiam, certamente conseguiremos fazer um mundo melhor, criando oportunidades para os menos favorecidos.
Para diminuir a violência, a pobreza, o desemprego é necessário superar o preconceito com os deficientes físicos. Oferece-lhes oportunidades iguais de estudo e de trabalho.
A base de uma sociedade justa, desenvolvida está na educação. Infelizmente nossos governantes têm falhado muito nesse aspecto. Muitas de nossas crianças tem se perdido por falta de oportunidades, ao invés de estarem nas escolas se preparando para uma carreira profissional estão nas ruas, abandonadas, se drogando. São vitimas de um sistema decadente que lhes nega seus direitos fundamentais obrigando-os a garimparem no cotidiano das esquinas a sua subsistência.
Por todos esses aspectos, é que nós formadores de opinião temos que abandonar o imobilismo e abraçar essa luta. Exigir da classe governante seriedade na administração dos recursos públicos. Faça parte dessa mobilização. Isto é fato. Isto é direito. Isto é justo. Isto não pode mais esperar.
Inclusão social de uma maneira mais ampla é a participação de todos na sociedade de uma maneira justa, com acesso a escola, a saúde, moradia e aos bens fundamentais.
Por estarmos longe ainda da tão esperada inclusão social, temos uma luta árdua pela frente mais ao mesmo tempo gratificante. Se cada um fizer sua parte a soma de nossos esforços certamente fará diferença e os resultados virão.
“Enquanto existir nas leis e nos costumes
uma organização social que cria infernos
artificiais no seio da civilização, juntando ao
destino, divino por natureza, um fatalismo
que provém dos homens; enquanto não forem
resolvidos os três problemas fundamentais
a degradação do homem pela pobreza, o aviltamento
da mulher pela fome, a atrofia da
criança pelas trevas; enquanto, em certas
classes, continuar a asfixia social ou, por
outras palavras e sob um ponto de vista
mais claro, enquanto houver no mundo ignorância
e miséria, não serão de todo inúteis
os livros desta natureza”.


Hauteville House
Postar um comentário