quinta-feira, 5 de março de 2009

Canção da MUlheres - Lya Luft


"Hoje não quero ser a mulher forte de atitude a leoa sedutora, a que luta, defende, conquista, consola, abriga...
Hoje eu quero deixar que a mulher sensível, delicada, romântica, frágil... seja vista e sentida! Quero carinho, abraço colo...
Quero braços que me envolvam, protejam,abriguem.
Quero um corpo onde possa me aconchegar, um ombro, uma mão que acaricie meus cabelos. Olhos que vejam minhas lágrimas rolarem no meu rosto quando falo dos meus temores, medos... Uma boca que me diga palavras de animo e esperança...
Quero olhos que vejam minha fragilidade, me admirem por ser delicada e não desejem que eu tenha que ser forte o tempo todo!
Quero ser admirada, notada e quero que me queiram por também ter um lado frágil.
Quero que me admirem por ser mulher na total essência, não só o lado leoa, mas o lado beija-flor e também flor!
O lado que necessita do outro e que também precisa receber!
Quero hoje a fragilidade de ser Mulher”
(Desconhecido)
Postar um comentário