terça-feira, 11 de novembro de 2008

BRISA


A chegada


Vem a Brisa, é o fim da infinda tempestade,

Vem a Paz, é o fim do alvoroço na cidade,

Vem o Dia, a Vida, a Chama, a Evidência.


A estadia


A Brisa para na praia, mas não pode ficar,

Está confusa. Volta a Terra ou vai ao Mar ?

AH ! Até pensou em abandonar a Terra e esquecer o Mar,

Ficou na Praia a pensar ! Não mais, quer a Terra como o seu lar,

E a água do Mar anseia provar,

Deseja !? Mas não pode na Praia ficar.


A partida


Parte a Brisa!

Fica a Paz, o Dia, a Vida, a Chama a Evidência,

Surge a Noite, a Morte, o Frio, o Dilema,

Parte a Brisa a dar voltas pelo Mar,

Irá voltar ... ? ...


Adriano Caetano
Postar um comentário