domingo, 22 de fevereiro de 2009

FÚRIA DA COLINA


Ontem à noite sonhei...
E o sonho era um poema
Falava de uma dor provocada por um vento cheio de fúria
O vento estava cheio de navalhas
Que deixava meu corpo todo marcado de feridas
Mas eu não me importava
Eu sabia que logo mais estas feridas
Seriam cicatrizadas...

Angela Guedes
Postar um comentário