terça-feira, 12 de maio de 2009

Nada - Hace frio ya



No inverno o sol cansado
a dormir cedo vai.
Não agüenta mais.
Não agüenta mais.

A noite agora desce
com a suas mãos frias sobre mim.
Mas que frio faz.
Mas que frio faz.

Bastaria uma caricia
para um coração de garota,
talvez assim sim
que te amarei.

O que é a vida
sem o amor,
è somente uma arvore
que folhas não tem mais.

E se levanta o vento,
um vento frio,
como as folhas as esperança joga abaixo.
Mas esta vida o que é se faltas tu.

Me sinto uma borboleta
que sobre as flores não voa mais.
Que não voa mais.
Que não voa mais.

Me queimei ao fogo
do teu grande amor que apagou já.
Mas que frio faz.
Mas que frio faz.

Tu garoto me desiludiste,
roubaste do meu rosto
aquele sorriso que
não voltará.

O que é a vida
sem o amor,
è somente uma arvore
que folhas não tem mais.

E se levanta o vento,
um vento frio,
como as folhas as esperança joga abaixo.
Mas esta vida o que é se faltas tu.

Não me amas mais.
Que frio faz.
O que é a vida
se faltas tu.

Não me amas mais....
Hace frio ya (tradução)
Postar um comentário